Praticando os Conceitos e os Conteúdos.

Praticando os Conceitos e os Conteúdos.

Após a abordagem de certo assunto vem a hora de praticá-lo e aí há várias maneiras de  fazer isto. Dependendo da disciplina, esta parte da sedimentação dos conteúdos abordados pode acontecer de diversas formas, não tendo nenhuma receita para isto. Na área de exatas o mais comum é a resolução de alguns exercícios pelo professor em sala de aula, muitas vezes são exercícios clássicos.  Para esses profissionais é quase impossível não ter este momento de atividades, que também pode ser complementada com listas de exercícios, e exercícios do livro texto.

Sempre contamos com os alunos para que eles façam essas atividades fora da sala de aula, ou seja, em casa, em grupo de estudos na biblioteca etc. Sabemos da importância deste momento para o aluno, pois é aí que eles vão testar suas habilidades, compreensão dos conceitos abordados em sala. É também, neste momento, que esperamos que os alunos abram os livros para estudar e complementar o que foi visto.

Em particular um procedimento que acho válido e proveitoso são as atividades em sala de aula com o livro e se possível em grupo de no máximo três alunos. O professor pede para os alunos lerem certa parte teórica do conteúdo no livro e, em seguida, questiona a um e a outro grupo sobre o entendimento e complementa subsidiando o entendimento dos grupos. Pede aos alunos para resolverem determinado exercício e de longe vai acompanhado a participação de cada grupo e vai atendendo um ou outro na explicação e tirando dúvidas. No momento em que o professor observa que há uma dúvida comum na maioria dos grupos atendidos, é aconselhável que ele aborde o tema, explicando no quadro para toda a sala. Vejo este momento como uma grande oportunidade para o professor chegar mais perto do aluno e entender as suas dificuldades e, por outro lado, fazer com que o aluno procure abrir mais o livro e aprenda a explorá-lo. Este tipo de atividade só é possível se todos trouxerem o livro, o que muitas vezes não acontece; porém o professor pode avisar aos alunos, antecipadamente, para que isto aconteça. Faço isto de vez em quando e sinto que há um progresso no entendimento dos alunos, onde eles aprendem a interagir com os colegas na discussão dos conceitos, a fim de chegarem à solução do problema proposto.

 

O artigo acima são relatos de experiências próprias, não estou aqui seguindo, uma ou outra, Teoria Educacional.

Nívio Bernardo.

Esta entrada foi publicada em Educação e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.