O que são Condutores e Isolantes?

Condutores

Condutores são todos materiais que conduzem facilmente cargas elétricas, pois, na sua constituição possui elétrons livres, ou seja, elétrons que no material têm grande mobilidade entre os átomos. São aqueles que estão na última camada e que estão fracamente ligados ao núcleo. Como exemplos de condutores temos os metais e a grafite.

A terra é considerada como uma esfera condutora nula, apesar de possuir cargas negativas, mas, devido a seu tamanho essas cargas se distribuem em toda a superfície esférica de tal forma que a terra é considerada como um condutor nulo e, na verdade, seAterramento comporta como tal. É por isso que quando queremos descarregar um condutor fazemos o aterramento do corpo com a Terra. Corpos carregados positivamente, quando aterrados, elétrons sobem da terra para o corpo neutralizando-o. Corpos carregados negativamente, quando aterrados, elétrons escoam para a terra e, portanto, ficam neutros.

Isolantes

Isolantes, também chamados de dielétricos, são materiais que não possuem elétrons livres, ou seja, elétrons com mobilidade fácil dentro do material. Como exemplos de isolantes temos o vidro, a borracha, o plástico a água pura e o ar atmosférico.

Características dos condutores

  • Conduzem cargas facilmente de um ponto para outro;
  • Quando eletrizados, as cargas se distribuem de modo a ficarem na superfície externaCondutores carregados do condutor;
  • Num condutor eletrizado as cargas se concentram mais nas pontas, por isso em experiências usa-se condutor esférico para que haja distribuição uniforme por todo o corpo.

Benjamin Franklin, fez uso desta propriedade conhecida como o poder das pontas para a construção de para-raios. É que todo condutor quando fica sujeito a um campo elétrico, neles são induzidas cargas e que se acumulam em quantidade maiores nas partes pontiagudas.

Características dos Isolantes
  • Não conduzem cargas de um ponto para outro, apenas sobre condições especiais.
  • As cargas que aparecem num isolante através de processos de eletrização ficam localizadas no ponto onde foram “criadas”, não se distribuindo pelo material.

 

Esta entrada foi publicada em Eletricidade e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.